Quem Tem Hipotireoidismo Pode Comer Couve?

Quem tem hipotireoidismo pode comer couve

Saber se quem tem hipotireoidismo pode comer couve é uma pergunta comum da maioria das pessoas que já sofrem com esse problema ou que desejam preveni-lo. Para ver a resposta definitiva a esta pergunta, confira nosso artigo e veja também outros alimentos que devem ser evitados no caso de quem sofre de hipotireoidismo.

Afinal, quem tem hipotireoidismo pode comer couve ou não?

Para entender por que quem tem hipotireoidismo pode comer couve (ou não), o primeiro passo é saber que tanto a couve-flor quanto a couve-manteiga são ricas em uma substância chamada de goitrogênicos. Tal substância, por sua vez, inibe a absorção de iodo pelo organismo, o que agrava (ou acarreta) o quadro de hipotireoidismo.

Isso significa que quem tem hipotireoidismo deve evitar o consumo de couve (de todos os tipos). De acordo com os nutricionistas e médicos, para quem sofre de hipotireoidismo, é ainda mais perigoso ingerir esse alimento cru ou em sucos (como os sucos de detox de couve, por exemplo).

O motivo é que, quando crus, as couves armazenam uma quantidade ainda maior de goitrogênicos, o que bloqueia os benefícios e ação do iodo para a saúde da glândula tireoide. Quem tem hipotireoidismo deve consumir couves de forma bastante moderada e sempre cozinhar bem esses alimentos para retirar a ação dos goitrogênicos. Esse esclarecimento define porque quem tem hipotireoidismo pode comer couve ou não.

Outros alimentos que devem ser evitados

Além de saber se quem tem hipotireoidismo pode comer couve ou não, é fundamental conhecer todos os alimentos que devem ser evitados nos casos de quem sofre com a baixa produção de hormônios tireoidianos. Os alimentos que devem ser evitados são:

  • Pêssegos
  • Abacaxi
  • Manga
  • Morango
  • Banana
  • Pão tradicional (com farinha de trigo)
  • Arroz tradicional (branco)
  • Doces em geral
  • Comidas gordurosas
  • Nabos
  • Folhas de mostarda
  • Agrião
  • Rabanete
  • Rúcula
  • Couve de Bruxelas
  • Couve-flor
  • Couve-manteiga
  • Brócolis
  • Repolho
  • Refrigerantes de cola
  • Energéticos
  • Chá verde
  • Chá preto
  • Chá mate
  • Café
  • Soja e seus derivados (leite de soja, tofu, missô, shoyu, proteína de soja etc.);
  • Alimentos industrializados/processados;
  • Alimentos embutidos (salame, mortadela, bacon, linguiças defumadas, presunto etc.);
  • Bebidas alcoólicas.

Todos esses alimentos não precisam ser excluídos de forma radical do cardápio, mas devem ser consumidos com cautela. Além de tirar a dúvida sobre se quem tem hipotireoidismo pode comer couve, estar atento ao consumo desses alimentos no dia a dia também é essencial.

Cuidados essenciais para quem tem hipotireoidismo

Quem tem hipotireoidismo pode comer couve

Depois de esclarecer se quem tem hipotireoidismo pode comer couve ou não e quais são os demais alimentos que devem ser evitados, vamos ver outros cuidados essenciais que devem ser seguidos nos casos de quem tem hipotireoidismo:

Ingerir alimentos orgânicos

Ao saber se quem tem hipotireoidismo pode comer couve ou não, é preciso conferir todos os alimentos que são indicados para quem tem hipotireoidismo e manter no seu cardápio aqueles que são benéficos para saúde. Desses alimentos benéficos é necessário priorizar o consumo deles na versão orgânica, especialmente os de origem vegetal (frutas, legumes e verduras).

Portanto, além de comprar vegetais no mercado, opte por feiras livres de pequenos produtores e espaços que oferecem alimentos orgânicos. Esses vegetais, por serem livres de agrotóxicos, oferecem muito mais vitaminas e minerais e ainda protegem a saúde da tireoide e do organismo como um todo. Quem tem hipotireoidismo pode comer couve desde que ela esteja bem cozida e quanto mais saudável esse alimento, melhor.

Faça terapia

Muitas vezes, as causas profundas do hipotireoidismo estão associadas a fatores emocionais que devem ser compreendidos com mais calma (e com a ajuda de um profissional). Questões como depressão, ansiedade, síndrome do pânico, constante estresse etc. atuam como panos de fundo dos problemas que surgem na tireoide.

É por isso que, tanto nos casos de hipotireoidismo quanto de hipertireoidismo, o acompanhamento psicológico é fundamental no tratamento e ajuda, aos poucos, o paciente a equilibrar a saúde hormonal. Vale ressaltar que quem tem hipotireoidismo pode comer couve (desde que ela esteja bem cozida) e demais alimentos que reduzam os sintomas provocados pela depressão.

Fazer atividade física

Depois de esclarecer a dúvida se quem tem hipotireoidismo pode comer couve, também é importante saber da importância da atividade física para todas as pessoas que sofrem com algum tipo de problema na tireoide. Durante a prática de exercícios físicos, nosso organismo libera uma série de substâncias benéficas para a saúde que promove uma sensação de bem-estar físico e mental.

Essas substâncias aliviam todos os sintomas associados aos quadros de hipotireoidismo, tais como depressão, angústia, cansaço, fadiga etc. Outra vantagem dos exercícios físicos é que eles ajudam na perda de peso, redução do colesterol, prevenção/combate ao diabetes etc.

Essa combinação de fatores é muito benéfica para a saúde hormonal, incluindo aqueles que são produzidos pela glândula tireoide. Portanto, desde uma simples caminhada de 3 a 4 dias por semana aos exercícios e esportes mais intensos, todos são essenciais para garantir a saúde da tireoide.

Antes de definir a melhor atividade de acordo com cada caso, é necessário ir ao médico e realizar alguns exames para ver as atividades recomendadas. Resumindo, depois de saber se quem tem hipotireoidismo pode comer couve ou não, um passo importante é ter uma prática de atividade física que mais se adequa às suas necessidades.

Fazer yoga e meditação

Todos os exercícios de yoga são excelentes para a saúde do corpo e da mente. Além de favorecer a flexibilidade, força e resistência muscular, a prática de yoga proporciona uma respiração de melhor qualidade. Esclarecida a dúvida se quem tem hipotireoidismo pode comer couve ou não, lembre de colocar no cardápio os alimentos mais favoráveis, principalmente os vegetais, pois eles ajudam ainda mais na saúde muscular.

Essa qualidade na respiração favorece a oxigenação e naturalmente contribui para todas as funções do organismo. As vantagens da yoga se estendem para a saúde mental e emocional. Com técnicas simples de relaxamento, respiração e meditação, todas as pessoas que praticam yoga relatam grande alívio quanto aos sintomas de doenças físicas e de fundo emocional.

O ideal é que as sessões de yoga sejam realizadas 1 vez por semana. Quem tem hipotireoidismo pode comer couve de vários tipos desde que elas estejam bem cozidas. Isso contribui para a saúde muscular e favorece também a prática de yoga.

Hidratar o organismo

Depois de saber se quem tem hipotireoidismo pode comer couve é necessário prestar atenção na hidratação do organismo. Para que a saúde hormonal seja beneficiada, todos os dias é necessário beber 2 litros de água e priorizar o consumo de bebidas mais saudáveis e preferencialmente sem açúcar.

Entre as bebidas mais indicadas para quem sofre com problemas na tireoide estão sucos naturais, chás e água de coco. Também é possível hidratar o organismo ao ingerir vegetais, já que eles contêm excelente quantidade de água e ainda fornecem diversos tipos de vitaminas e minerais.

Além de aprender se quem tem hipotireoidismo pode comer couve ou não, anote todas essas informações para manter a saúde da tireoide. Agora, para saber quais são os alimentos mais indicados para quem sofre de hipotireoidismo, confira esse nosso artigo.

Imagens: reservaprodutosorganicos.com.br / jasminealimentos.com