Puran T4 para hipotireoidismo – Benefícios e Efeitos Colaterais, Engorda?

O Puran T4 é um dos medicamentos mais conhecidos no Brasil, sendo recomendado por diversos médicos para o tratamento de doenças relacionadas à glândula tireoide. Para saber detalhes sobre para que serve esse remédio, contraindicações, efeitos colaterais e demais informações, confira nosso post.

Para que serve o Puran T4?

puran-t4-remedio

O Puran T4 é indicado para pessoas que sofrem de hipotireoidismo, ou seja, quando a glândula tireoide não produz a quantidade necessária de hormônios para o bom funcionamento do organismo, entre esses hormônios, o principal deles é o T4 (daí o nome do medicamento).

A eficácia desse remédio graças a uma substância chamada de levotiroxina, capaz de suprir a deficiência hormonal ocasionada por problemas na tireoide.

Contraindicações do Puran T4

Por mais que esse medicamento forneça uma série de benefícios para a saúde hormonal e seja importante no tratamento do hipotireoidismo, ele não deve ser utilizado nos seguintes casos:

  • Pacientes que recentemente sofreram de infarto do miocárdio;
  • Pessoas que apresentam quadros de tireotoxicose não tratada (níveis elevados de hormônios produzidos pela tireoide);
  • Indivíduos com insuficiência na glândula suprarrenal (localizada sobre os rins);
  • Pacientes que apresentam quadro de hipertireoidismo não tratado;
  • Pessoas que sofrem de asma precisam informar essa condição ao médico antes de iniciar o tratamento com o Puran;
  • Pessoas que apresentam reações alérgicas a qualquer um dos componentes da fórmula.

Quais são os efeitos colaterais do Puran T4?

Assim como todos os medicamentos, o consumo de Puran T4 pode acarretar alguns efeitos colaterais para o organismo, que são:

Efeitos mais comuns

  • Perda de peso;
  • Aumento da temperatura do corpo;
  • Aumento do apetite;
  • Cansaço;
  • Transpiração excessiva e sensação de calor.

Possíveis efeitos cardíacos

  • Aumento da pressão arterial;
  • Palpitações;
  • Aumento do risco de arritmia cardíaca;
  • Aceleração dos batimentos cardíacos.

Obs.: um efeito colateral raro consiste em quadros de angina ou outros de tipos de problemas cardíacos.

Efeitos psicológicos

  • Irritação;
  • Dificuldade para dormir;
  • Quadros de ansiedade;
  • Agitação;
  • Dor de cabeça.

Entre os efeitos raros com relação à parte psicológica estão a confusão mental e quadros de psicose.

  • Efeitos gastrointestinais
  • Cólicas intestinais;
  • Diarreia;
  • Vômitos.

Efeitos respiratórios

  • Falta de ar.

Efeitos referentes à pele e à musculatura

  • Queda capilar;
  • Irritação e vermelhidão na pele;
  • Espasmos e fraqueza muscular.

Efeitos no sistema reprodutivo

  • Irregularidades no ciclo menstrual;
  • Dificuldades para engravidar.

Possíveis efeitos colaterais de longo prazo

  • Aumento do risco de osteoporose;
  • Interações com outros medicamentos poderão acarretar aumento das taxas de colesterol e maiores riscos de hipertensão.

Qual a dosagem ideal desse medicamento?

O Puran T4 só pode ser ingerido mediante orientação médica, já que a dosagem é prescrita de acordo com o estágio do problema com relação à deficiência hormonal e quadro clínico do paciente.

Tratamentos alternativos para o hipotireoidismo

Puran-T4-alimentacao

Além de ingerir o Puran T4 conforme orientações médicas, é importante saber sobre as alternativas de tratamento complementar para superar a deficiência dos hormônios produzidos pela tireoide. Vejamos quais são essas alternativas.

Alimentação

Adequar a alimentação é o primeiro passo para contribuir para o tratamento do hipotireoidismo, fazendo com que o organismo retome o equilíbrio natural. Essa readequação envolve inserir no cardápio alimentos que estimulem o bom funcionamento dessa glândula. Esses alimentos são:

  • Recomenda-se preparar um caldo caseiro com peixe ao menos 1 vez por semana;
  • Mariscos;
  • Vísceras;
  • Algas marinhas;
  • Sal não refinado;
  • Carnes;
  • Leite e seus derivados;
  • Ovos;
  • Levedura de cerveja;
  • Gengibre;
  • Cereais enriquecidos com vitaminas, fibras e minerais;
  • Abacate;
  • Couve-manteiga;
  • Laranja;
  • Pimenta caiena;
  • Salmão;
  • Bacalhau;
  • Atum;
  • Cavalinha;
  • Gérmen de trigo;
  • Óleo de linhaça;
  • Manteiga (evitar o consumo de margarina);
  • Alcachofra;
  • Azeite de oliva extravirgem;
  • Nozes;
  • Abacaxi;
  • Pão integral;
  • Tapioca orgânica (encontrada em feiras). Não é recomendado consumir a industrializada;
  • Macarrão integral;
  • Arroz integral.

Alimentos que devem ser evitados

Além de saber quais são os alimentos mais indicados para quem sofre de hipotireoidismo, é fundamental saber quais alimentos devem ser evitados no dia a dia ou ingeridos com extrema moderação. Esses alimentos são:

  • Arroz branco;
  • Pão branco;
  • Macarrão convencional;
  • Massas elaboradas com farinha branca (pizzas, tortas, lasanhas, panquecas etc.). O ideal é substituir por itens preparados com farinha integral;
  • Soja e seus derivados (leite de soja, tofu etc.);
  • Doces em geral (sorvete, bolos, tortas, balas, biscoitos recheados, mousses etc.);
  • Café;
  • Brócolis;
  • Repolho;
  • Espinafre;
  • Couve-flor;
  • Couve-de-Bruxelas;
  • Óleos vegetais tradicionais: soja, canola, milho, margarina etc.;
  • Temperos industrializados;
  • Mostarda;
  • Maionese;
  • Ketchup;
  • Sucos de caixinha.

Psicoterapia

Por mais que muitas pessoas possam achar estranha a indicação de psicoterapia como tratamento complementar do hipotireoidismo, é exatamente esse o fator determinante para tratamento das causas e sintomas dessa doença.

O motivo é que a glândula tireoide tem uma relação estreita com as emoções. Logo, desequilíbrios quanto ao funcionamento dessa glândula podem ter origens em questões emocionais.

Participar de sessões de Reiki

Essa técnica de medicina oriental é eficaz no equilíbrio dos centros energéticos do organismo, os chamados chacras. Inclusive, um dos principais centros energéticos fica localizado na região da tireoide.

Por meio de uma simples imposição de mãos, o paciente consegue um grande alívio quanto aos sintomas do hipotireoidismo, contribuindo para o reequilíbrio dessa glândula e do organismo como um todo.

Ter uma atividade física

A prática de exercícios físicos é essencial para equilibrar os níveis hormonais do organismo, contribuindo também para a saúde da tireoide.

Além de contribuir para o equilíbrio do peso, a atividade física estimula a liberação de importantes neurotransmissores responsáveis pela sensação de bem-estar, aliviando naturalmente muitos dos sintomas do hipotireoidismo.

É importante frisar que todas essas alternativas de forma alguma eliminam a necessidade de utilizar o Puran T4 e demais medicamentos prescritos para a tireoide. Todo tratamento deve ser prescrito por um endocrinologista, sendo necessário também realizar exames laboratoriais que demonstrem os resultados obtidos.

No Brasil, o hipotireoidismo é um problema muito mais comum que as pessoas imaginam. Por isso, outra recomendação importante é solicitar ao médico que os exames referentes aos hormônios da tireoide sejam feitos todos os anos.

Além do uso do Puran T4 durante o tratamento, é imprescindível uma mudança de hábitos, sobretudo no que se refere à alimentação e prática de atividade física, fatores essenciais para a saúde como um todo.

Imagens: tudoela.com / augustusrestaurante.com.br

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


4 × one =